Gif loading
Voltar

Motivos que fazem da alimentação funcional uma aliada no tratamento do Autismo

Nutrição 31 de março de 2017

Abril é o mês da Conscientização do Autismo. Essa é uma forma de trazer mais visibilidade e informação para um transtorno neurológico cada vez mais comum no Brasil e no mundo. Por não ter cura, o autista necessita de cuidados e terapias durante toda a vida para sua melhoria e, assim, viver mais saudável. E você sabia que a alimentação tem um papel fundamental nisso?

O Autismo afeta funções cerebrais essenciais para a interação e a sociabilidade, provocando desequilíbrios que trazem como consequência agitação, irritabilidade, isolamento social, além de efeitos na saúde física desde problemas no sistema imunológico à instabilidade na flora intestinal. Com estudos, foi possível observar que uma nutrição equilibrada, além de ser super benéfica para a qualidade de vida do autista, estimula a prevenir ou amenizar possíveis crises, bem como favorece o organismo contra a deficiência de nutrientes e impede que determinados alimentos acentuem alguns sintomas.

Quais alimentos é preciso tomar cuidado?

Segundo pesquisas, alguns grupos de alimentos, como os que contém glúten, caseína, aditivos químicos, corantes artificiais e até mesmo a soja, podem ser prejudiciais para o autista. A disfunção está diretamente ligada a sintomas gastroinstestinais que podem ser afetados pela presença do glúten, por exemplo, no hábito alimentar.

Estar atento à presença do glúten na composição dos alimentos é tão importante quanto garantir que não houve contaminação cruzada no processo de produção. A contaminação do glúten pode acontecer quando um mesmo alimento, que não é livre desta proteína, é produzido no mesmo local.

Se o seu filho apresenta esses sintomas, busque para ele uma dieta alimentar mais seletiva. Isso o ajudará não só a ter mais saúde, como também um melhor comportamento e função intelectual. Isso porque, ao retirar os alimentos que provocam a inflamação intestinal, há uma melhor absorção dos nutrientes, contribuindo na comunicação e no bem-estar.

Por uma melhor seletividade nutricional

Você sabia também que os autistas apresentam deficiência de nutrientes porque se limitam a comer apenas os que estão na sua preferência? Isso pode ocorrer devido à dificuldade que muitos apresentam em mastigar, comportamento ou até por motivos sensoriais, já que alguns possuem o Transtorno de Processamento Sensorial, recusando certos aromas ou texturas.

Assim, é preciso ter a nutrição como aliada nesse processo de tratamento para que os nutrientes necessários para a função cerebral sejam consumidos e bem absorvidos. Para isso, é preciso ir testando e selecionando bem alimentos e produtos saudáveis que levem em conta a restrição alimentar de cada um.

E agora?

Buscar uma alimentação mais saudável e funcional ajuda todo mundo. Mas para os autistas, os benefícios são ainda maiores. Para isso, tenha sempre um nutricionista ao seu lado nesse processo e pode contar com a gente.

Temos um mercado recheado de produtos para quem possui necessidades alimentares especiais, padaria e restaurante funcionais, sem glúten (livre de contaminação cruzada) esperando por você. Aqui, nosso processo de produção passa por regras rigorosas de qualidade que garantem a não contaminação do glúten. São realizados semanalmente testes, que importamos, para nos certificar que todo ingrediente e instrumentos utilizados na produção estejam livres de contaminação. Desta forma, garantimos a segurança dos nossos clientes e mantemos a credibilidade dos nossos serviços. E é pensando na sua qualidade de vida que oferecemos também encomendas personalizadas a partir da sua restrição alimentar como produtos livres de açúcar, leite, ovos, corantes, conservantes e entre outros. Venha descobrir esse mundo onde saúde e sabor deixam a sua vida mais leve.

Gostou?

Compartilhe esse post

PODE FALAR! A Gente Adora.